segunda-feira, 23 de Junho de 2014

4x4

Carlos leitores e seguidores,

Após algum tempo ausente do Blog, mas sempre em acção de pesca, venho fazer uma postagem em dose quadrupla para retratar quatro peixes diferentes e quatro tipos de pesca diferentes.

Rockfishing


Esta pesca ao fundo de cima da rocha foi realizada num dia bastante complicado, com muito sol, mar manso e água lusa, em que o isco e os lançamentos longos fizeram toda a diferença na captura deste Sargo. Como se pode ver na imagem, o peixe foi suspendido com o auxilio de um cesto devido ao seu tamanho.

Surfcasting


Continuando na pesca ao fundo, desta vez feita a partir da praia, logrei apanhar esta Dourada num dia em que o ceu se apresentava algo cinzento, mar manso e água lusa, onde o isco e os lançamentos longos também marcaram a diferença. Apesar do sinal tenue na cana e do peso morto, na parte final revelou-se bastante lutadora quando foi para retira-la da água.

Pesca Ilhada


Mudando do meio terrestre para o meio aquático, uma pesca ilhada à chumbica onde no primeiro lançamento saiu este bonito Bodião. Não constitui um recorde pessoal mas exemplares deste tamanho já vão escasseando pela nossa costa. Inicialmente, pela luta que deu, pensei tratar-se de um bom Sargo mas depois de matar o peixe e pô-lo em cima d´água vi que se tratava de outra espécie, neste caso um Bodião.

Pesca Embarcada

Numa saída embarcado, onde o objectivo era o peixe vermelho, apanhei esta Bica que me surpreendeu, não pelo seu tamanho mas pela forma como vinha presa, pelos dois anzois, uma vez que engoliu o caranguejo no anzol de baixo e ainda teve fome para papar o ralo no anzol de cima. eheheh


Para terminar, ficam umas fotos de paisagens captadas antes e/ou após as acções de pesca. Espero que gostem e até breve!




Saúde, da boa, para todos! ; ))

segunda-feira, 16 de Junho de 2014

Pesca de Abril

Caros leitores e seguidores do blog,

Muito já se escreveu e relatou as façanhas das pescas ilhadas. Com o aproximar da época alta, as maresias foram embora e deram por consequência natural lugar aos mares calmos, que permitem ir para dentro de agua com a prancha para depois subir e "instalar o ferro" numa pedra ilhada.

Esta postagem, comprova precisamente isso com uma pesca ao sargo utilizando a técnica da chumbica, onde o perceve e a lapa são as iscas seleccionadas.

Na companhia do Paulo Cabrita, resolvemos fazer uma manhã porque com as soalheiras presentes torna-se praticamente impossível suportar o calor em cima da pedra durante um dia inteiro.

Apanhamos uns peixes razoáveis e ainda mais foram libertados.

 
De realçar a presença em massa da safia ( é a época dela ) que torna complicada a captura do sargo porque desisca rapidamente não dando tempo para este se alimentar do perceve ou lapa iscada no anzol.

 
Os sargos estão gordinhos e recomendam-se!

Abraço a todos e até à proxima postagem.

NC

quarta-feira, 14 de Maio de 2014

Abertura do defeso ao Sargo no PNSACV

Caros leitores e seguidores dos Marafados para Pescar,

Após um longo período que registou a ausência de relatos e notícias, estamos de regresso com uma serie de postagens sobre as nossas atividades.

Sendo assim, iníciamos esta sinopse com a abertura do defeso ao sargo na zona do parque natural da costa vicentina.

Como não podia deixar de ser, optou-se por fazer uma ilhada uma vez que as condições eram propícias à captura desta especie em particular.


No cômputo geral, contabilizou-se 39 kgs de sargos onde se destacarm 2 robalotes.


O corredor de sargos!

 
A malapata estava reservada para mim no regresso: carregar às costas o ceirão quase cheio só de peixe!

 
Sobreviveu-se... como não podia deixar de ser.

Abraço a todos e até à próxima postagem.

NC

quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

Day after

Caros leitores e seguidores do blog,

No dia seguinte, após a pesca dos robalos efetuada na última postagem, decidimos regressar ao mesmo spot onde no dia anterior tinhamos sido felizes.

O Marafado Paulo Cabrita, desta feita pôde juntar-se a nós.

Lançamentos atrás de lançamentos, iamos "batendo" pequenos fundões com constituição rochosa que propiciam o habitat natural de caça deste magnífico predador.

Com o passar do tempo e sem qualquer sinal de sucesso, eis que o António ferrou e apanhou um robalo kileiro com a sua amostra preferida.

Devido a este fato, a malta animou!

Contudo, depressa a moral esmoreceu sem qualquer toque ou mesmo sem qualquer sinal de peixe comprido na zona. Como opção alternativa, as trocas de artificiais iam-se sucedendo até que.... ferrei e apanhei um robalo de 3,00kgs.

A partir daí, apenas o Paulo Cabrita apanhou um pequeno robalo que era pouco maior que a amostra sendo imediatamente devolvido ao mar.


Obrigado a todos a até a uma próxima postagem.

NC

quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Hora dos Robalos

Caros seguidores e leitores do blog,

Durante o meu período de férias, combinei com os amigos marafados António e Carlos uma jornada ao spinning. O marafado Paulo Cabrita, não pôde participar devido a questões profissionais.

Escolhido o local que nos parecia reunir boas condições para a captura desta espécie, inciamos a pesca com os artificiais.

As capturas foram-se sucedendo na parte da manhã, onde se registaram 2 robalos kileiros e um de 3 kilos!

 
 Fomos até ao carro para colocar os peixes na caixa e retemperar as forças com o café e uma cerveja, para à tarde prosseguir com a jornada.
 
 
 O António foi o 1º a ser sorteado com um belo robalo de 4,100kgs.
 
 
Logo a seguir,  eu capturo um robalo de 5kgs e o Carlos outro de 2,5kgs ( 2 peixes na foto )
 
 
 De salientar que perdi um robalo enorme que desanzolou, mais um robalo kileiro já encalhado nos rebolos onde o António já tinha o braço esticado para o agarrar! De referir, que o amigo Carlos é que bateu o record de robalos desanzolados: 5 peixes compridos! Aqui está ele com uma parte do pescado:
 
 
 E estas são as fotos do pescado total: 17 kgs de peixe comprido!!
 

 
Resumidamente, foi um dia bem passado e com peixe apanhado. Pena os robalos todos que "se foram embora".... Porém, essa questão não vale para a contabilização final.
 
Para a próxima há mais! Estejam atentos!
 
Abraço a todos.
 
NC