segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A banhos

Para variar,

Foi feita mais uma jornada numa pedra ilhada na companhia do meu Pai e do Manel Gavião.

As àguas eram bem abertas pelo que foi decidido selecionar uma pedra ilhada onde se verificasse uma rabuja de mar picadinho, pois é nesta envolvência de àgua oxigenada que os sargos mesmos desconfiados ainda se atrevem a vir mariscar à pedra.

A pescar à chumbica, as capturas durante a amanhã foram-se sucedendo uma vez que iamos calcoreando a pedra sempre à procura de buracos para não "escaldar" constantemente o mesmo sitio.

Eis o resultado da pesca. Já deu para "brincar" um bocadinho!


A manhã foi e é sempre bem passada. :)

De referir que logo pela manhã, ainda jogamos umas amostras mas ninguém foi sorteado com peixe comprido.

Um abraço e até à próxima postagem.

NC


7 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Ai Nuno, não há meio de dar com o peixe comprido... :(
Nós lá saltitamos os buraquinhos todos, mas aqueles dentuças mais fortes não quiseram encostar...:)

Forte Abraço

Joao Oliveira disse...

Isso é que foi uma bela de uma brincadeira , Bela pescaria mesmo assim.
Um abraço

Joao Santana disse...

Boas Nuno, atacaram em grupo, foi pena não aparecerem uns bem grandes, aqui por Sines já vai aparecendo uns bons, melhores dias virão, e certamente que irão carregar, força ai para o pessoal todo.... abraço.

Nuno Caçorino disse...

Deixa lá Manel... O melhor ainda está para vir e isso é que tu vais acabar por descobrir! Amigo, a pesca também é sazonal e... até ao lavar doscestos são vindimas. Mais tarde, hás-de perceber!
Abraço

Nuno Caçorino disse...

Pois é João, mesmo numa de mais à desportiva a malta diverte-se sempre e ainda leva uns peixinhos para casa.
Abraço

Nuno Caçorino disse...

Viva João,
Como escrevi atrás ao comentário do Manel, o melhor ainda está para vir. Ainda bem que por cima em Sines, já encostaram alguns granjolas! Já dá para curtir e bem!
Continuação de "boas viagens".
Abraço

Pedro Franco disse...

Grandes marafados, desta ficaram-se pelos curtos, pois os compridos não quiseram ir para o cerão, ainda assim safaram uns peixes jeitosos.
Continuação de boas ilhadas.