quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Ritmo de treino

Com a previsão meteorológica bastante favoravel para o fim-de-semana, decidi ir à praia depois do jantar ver se essas previsões se confirmavam. A trovoada iluminava por completo o mar, como se de dia fosse, dando para ver os barcos da rede alvorada a raparem o mar. A ondulação de S/SW, com 2mts, tinha um periodo de 10" e havia muito pouco limo. Após chegar a casa, desata a cair um pé d´água como se o ceu fosse desabar em cima de nós! As condições estavam a pôr-se de feição.

Às 07h00, ainda de noite, encontramo-nos na pastelaria para tomar o pequeno almoço, beber café e seguir para o pesqueiro. Com o dia a clarear, dava para ver que iria ser solarengo e soalheiro, uma vez que o ceu apresentava-se alaranjado. A tormenta da noite anterior já tinha passado e a bonança adivinhava-se.

Chegados ao pesqueiro, o mar tinha caido bastante e a água tinha duas tonalidades, sendo acastanhada na borda d´água e esverdeada por fora. Faltavam duas horas para a maré cheia e, volta e meia, vinham uns enchios, que encapelavam num cabeço de areia, fazendo o mar partir e espraiar. Estavam umas boas condições para apanhar umas Ferreiras e Douradas, por fora com casulo, e uns Sargos, Robalos e Avárias, por terra com salsicha.


Canas de molho e o peixe começa logo a bater. Apesar do ritmo frenético com que as capturas se sucedem, o peixe era todo miudo...e devolvido à procedência. Os grandes Robalos e Douradas, as Avárias, Ferreiras e Sargos de Kg ficaram todos amalhados nas redes alvoradas e só o peixe pequeno é que conseguiu passar à terra...




Após quatro horas de pesca, dezenas de peixes capturados e devolvidos, resolvemos levantar ferro e ir retirar o salitre dos lábios com uma vista espectacular sobre a natureza envolvente.


Chegados a casa, sem peixe, resolvemos fazer umas "Favas à Algarvia", com entrecosto e salada de alface. De volta à pastelaria para beber café e digestivos (medronho e doce algarvio), um amigo que tinha chegado do mar ofereceu-nos duas Santolas: que chatisse! Já havia petisco para ver o jogo de futebol. Após o jogo, ainda houve espaço para um pernil de Javali assado no forno, com batata e cenoura.




Saúde, da boa, para todos!

6 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Possas Paulo, andas forte na Cozinha!:)
Cá para mim andas a treinar mas é para ires ao "Master Chef"...:)
Brincadeiras à parte é sempre bom ver o Marafado noutras lides, mais softs...:)

Forte Abraço

Pedro Nunes disse...

Atão agora andas dedicado ao Surfcasting diurno todo bem vestido e tudo, tas muito mudado hahahhaaha...
Deixa lá ver se vais fazer um surfcasting comigo e o Manel, mas de noite...
Também na precisas levar porrada p comer não, essas favas e esse entrecosto abrem logo o apetite a um gajo...
Abraço e força aí.

João Pinto - http://sheospinning.blogspot.com/ disse...

Dassss que é mesmo para fazer inveja....

Joao Santana disse...

Não há peixe, há petisco e que petiscos,eheheheheh, força ai PJ, para as futuras jornadas. saúde

PêJotaFixe disse...

Obrigado a todos pelos comentários!
Uma pessoa tem que se alimentar bem porque a pesca é uma actividade muito desgastante. eheheheh
A ver se se combina ai umas pedradas, ao fundo, da praia.

Saúdinha ; )

Cristóvão Veríssimo disse...

Eheh Ele nem molha os pés nem nada...! Abriste-me o apetite e de que maneira, porra! Essa paragem apra a mini depois da faina é um autentico revitalizante!
Grande abraço