quarta-feira, 27 de novembro de 2013

18 cabeças

Na companhia do amigo Carlos, fomos fazer uma pesca nas ilhas.

Àguas bem oxigenadas e mexidas pressuponham a presença de sargos. Contudo, a pesca não sendo uma ciência exata, furou por completo as nossas melhores expetativas.

Mesmo assim, ainda conseguimos apanhar uns peixes onde se destaca um sargo pré histórico que depois de pesado, acusou 1,637 kgs.


Muito peixe partido e ainda mais desferado, contribuiu para somente as... 18 cabeças.

A isca utilizada foi o carangueijo e a sardinha e a técnica foi a chumbadinha.

Para finalizar, jogamos umas amostras e vinis mas o peixe comprido não andava naquelas bandas.

Um abraço e até à próxima postagem.

NC


4 comentários:

Daniel Lopes disse...

belo dentuças.. :)
ainda assim já foi uma pesca boa, pros dias q correm..
fico parvo é como é q voces n dao com os compridos nessas pedras ilhadas... enfim, quando os encontrarem sao de calçada... ehehe
continuem ai a malhar neles..
forte abraço

Manuel Oliveira disse...

Uiiii... Nuno... Estava tão bom...
Mas além do peixe perdido, valeu pelo matateu da era Glaciar! :)

Força com eles!

João Pinto - http://sheospinning.blogspot.com/ disse...

Vocês por aí por baixo não param...

Valente pescaria, pro cá tem tado um frio que até os tin tins batem palmas

Pedro Franco disse...

Amigo Nuno valeu bem a pena a pescaria, pois além de juntarem uns sargos bem jeitosos, saiu esse sargo de respeito, nada mau.
Um abraço e força nas ilhas companheiros