segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Balanço 2013

Como já vem sendo hábito, os "Marafados para Pescar" apresentam um video com uma retrospectiva dos melhores momentos de pesca no final de cada ano. Contráriamente ao habitual, este ano optamos por um balanço que aborde a temática da "Pesca", bem como tudo aquilo que a envolve, tal como: ambiente, capturas, legislação, peixes, preservação, etc.

Capturas
O ano de 2013 pautou-se por menos capturas, relativamente ao ano transacto. No entanto, fica o registo da existência de muita criação (peixe pequeno) que nos próximos anos poderão trazer muitas alegrias a todos os pescadores. A maioria das capturas foram efectuadas nos aceios da manhã e da tarde e durante o periodo nocturno.


Peixes
Os peixes mais procurados pelos pescadores foram: a Dourada, o Robalo e o Sargo. A Dourada foi uma boa surpresa, dado que compareceu em quantidade, mesmo fora da época habitual, apesar da maioria dos exemplares serem medianos. Não sendo uma zona robaleira por excelência, o Robalo não fugiu à regra e marcou a sua presença, embora a maior parte dos exemplares fosse de pequeno porte. O Sargo, como é habitual, marcou uma forte presença mas os exemplares eram, na sua esmagadora maioria, pequenos. Outra boa surpresa foram as Safias, dado que havia muitos anos que não apareciam em tanta quantidade e de tão bom lote!


 Preservação
Com o surgimento de muita criação é necessário termos consciência e preservarmos para que no futuro haja peixe para apanhar, caso contrário sujeitamo-nos à máxima popular "De onde tira e não se põe, algum dia há-de faltar!". Neste caso, a preservação passa pela devolução dos pequenos exemplares ao seu meio ambiente, o mar, para que possam crescer e reproduzir-se, a fim de dar continuidade à espécie. Outro aspecto bastante importante, e que noutros países já sofreu alterações, é o aumento dos tamanhos minimos de captura que, infelizmente, em Portugal ainda continuam muito abaixo dos minimos Europeus.


Ambiente
Vergonhoso! É a única palavra que encontro para descrever o estado em que as praias e recantos da nossa costa se encontram, tal é a quantidade de lixo, principalmente plástico mas também resíduos altamente tóxicos e nocivos para o meio ambiente, provenientes da pesca profissional e dos grandes navios mercantes que passam ao largo. Posto isto, torna-se urgente que se tomem medidas, não só no sentido de limpar mas de se consciencializar e/ou penalizar os infractores.


Fiscalização
É urgente que haja mais fiscalização, principalmente no mar, porque continua-se a assistir diariamente a autênticos saques por parte de alguns piratas profissionais que continuam a cometer verdadeiras atrocidades, seja com a utilização de artes ilegais ou desrespeitando as distâncias minimas onde devem ser colocadas as artes. Em terra, nas lotas, com a descarga de toneladas de peixe imaturo, nas grandes explorações agricolas, com a utilização massiva de quimicos, nas ETARs, fábricas e refinarias, com a descarga de efluentes que não são tratados, etc.



 
Legislação
O Decreto-Lei nº101/2013, de 25 de Julho, veio trazer um vazio legal e instaurar a confusão na pesca lúdica porquanto, passados cinco meses, ainda se continua à espera da publicação das Portarias que vêm clarificar esta legislação.

Defeso no PNSACV
Este ano ficou mais que provado que o defeso, imposto pelos burocratas no poder e sem base cientifica, não pode ser fixado por um periodo pré-estabelecido, uma vez que o relógio biológico da Mãe Natureza não tem datas definidas. Assim, verificou-se que o Sargo iniciou o periodo de ovulação tardiamente, tendo a desova ocorrido cerca de dois meses após o final do defeso.

Termino, desejando a todos muita saúde e um próspero ano de 2014 cheio de capturas! ; ))

14 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Um Balanço diferente do habitual, mas gostei!
Só não perecbi de o Balanço deu um Saldo Positivo ou Negativo... :)
Temos que nos contentar com aquilo que nos dão e deixam fazer e já não é mau...

Forte Abraço e Tudo de Bom para 2014!

Pedro Nunes disse...

Boas amigo PJ!
Que resumo marafado!
É verdade, os laredos estão completamente cheios de lixo dos pescadores profissionais e da grandes embarcações que passam ao largo da nossa costa, não sendo lugares acessíveis talvez nunca serão limpos, há objectos de lixo que já os conheço há vários anos no mesmo sitio e com o passar do tempo ainda aparecem mais e mais...
No que diz respeito às infracções cometidas pelos profissionais são cada vez mais e mais, mas como dizia o outro o crime compensa...
Já o defeso do Sargo está aí à porta e como a portaria não sai lá vamos mamar com ele mais uma vez, e os profissionais vão encher as nalgas outra vez...

Enfim esperemos que sobrem alguns para nos darem algumas alegrias a nós e a quem merece...
Abraço e bom ano.

jorge borralho disse...

Muito bem analizado emuito bem escrito
Parabens e um BOM ANO NOVO.
sAUDE
J.B

Joao Santana disse...

Bom Ano para todos os marafados, 2014 vai ser em grande , espero eu:))) um grande abraço, e muita saúde.

Rodrigo Zacarias disse...

Caro Paulo,

Desejo um grande 2014 a ti e toda a tua família e comunidade deste teu blogue.

Um abraço

Entrespots disse...

Muito bom relato, que 2014 traga os pequenos, maiores.
Bom ano e Boas festas ai por esses Algarves.

Jorge disse...

Bom resumo, e desejo que 2014 seja, para os Marafados e para todos aqueles que apenas querem usufruir da pesca lúdica com sentido de responsabilidade ambiental e de preservação, um ano de pesca melhor ou pelo menos igual a 2013, sem acidentes!

De referir na parte da legislação a absurda proibição da pesca lúdica na freguesia do Rogil. Neste mês de Dezembro, o guardas fiscais começaram a avisar a população que iam actuar a partir de 2014. Tenho com exemplo um caso de um pescador que foi obrigado a largar todas as minhocas (teagem) que tinha apanhado, no Vale dos Homens!

Um abraço e boas festas

Victor Nogueira disse...

Boas.
Nem vou comentar as capturas ou os peixes. Dá vontade de "chorar" ao ver as vossas pescarias ^^
Realmente aqui em portugal as leis são feitas por gente cega..quando o que devia ser cega seria a justiça. O tamanho minimo dos peixes requer alterações. 15 cm para o sargo é crime, no minimo 22cm, já para as choupas 26cm parece-me exagerado. 90% das pessoas que conheço seguem a máxima de tudo o que vem "á rede....." ou é bom para fritar. A fiscalização deveria ser feita, mas pelos relatos que me chegam, não existe fiscalização, mas antes perseguição. O que é diferente
O ambiente melhorou bastante nas ultimas décadas, apesar de ser uma área que tem de melhorar constantemente. Só acrescento que o que me deixa realmente "fulo" é ver a porcaria que os pescadores lúdicos deixam nos pesqueiros, garrafas, latas, fios de pesca etc...etc...
Quanto aos pescadores embarcados, já vi algumas vezes situações como mostram na foto, chegando uma vez ao cumulo de gritarem de um barco para eu sair da pedra oonde estava a pescar, pois eles queriam pescar ali.
Quanto ao defeso, existe mesmo?
Claro que não. Além de a duração nada ter a ver com a realidade do peixe, o facto de só existir defeso para a pesca lúdica, acaba logo com qualquer argumento.
As Leis que regem a pesca, nomeadamente na costa vicentina, são descabidas, desleais e injustas, em que a componente de "guerra" dos pescadores profissionais contra os pescadores lúdicos e o compadrio e vinganças politico/partidáros se fazem sentir. Um exemplo disso foi o que fizeram á costa pertencente á freguesia do Rogil.
Desejando tudo de bom para todos e suas familias em 2014
Atentamente

Anónimo disse...

Muito bem analizado e bem escrito.

Jorge borralho

Sergio Fernandes disse...

Bom ano para os marafados
e que 2014 seja muito fixe

PêJotaFixe disse...

Amigos,
Obrigado a todos pelos comentários e que 2014 vos traga muita saúde e muitas alegrias, tanto a nivel pessoal como piscatório, é o que vos desjo!

Abraço e saudações piscatórias! ; ))

Sargus disse...

Hallo Marafado

Em primeiro lugar, um bom ano aos marafados.

Em segundo lugar, gostei bastante do resumo/apontamento que fizeste, certo e conciso, é o balanço da realidade, embora tenha que apontar que os tecnocratas que ocupavam o poleiro anterior fizeram (POPNSACV + Portarias ainda em vigor). Pelo que sei, penso que a nova portaria deixará de ser tão restritiva e passará a ser mais global, global no sentido da igualdade em direitos e deveres.

Quanto à fiscalização, acho que deveria ser mais, muito mais, em terra e no mar.

Preservação é uma palavra que não se aplica hoje em dia, ao que conheço, e basta ver no google earth a linha de 500 metros junto à costa do concelho de Odemira para se ver o que por aqui vai, em pleno PNSACV, depois querem qualidade de praias e preservação do ambiente, terraplanagens para colocação de estufas, contaminação de lençóis freáticos e linhas de água, destruição de vegetação e por conseguinte, redução de abrigos e espaços para as espécies selvagens que ai habitavam e se alimentavam (coelhos, lebres, raposas, perdizes, roedores, etc).

Depois não se faz um melhoramento de estrada para melhorar as acessibilidades para não perturbar o crescimento sem controle de acácias e outras invasivas, de empresas de turismo rural ou pura e simplesmente porque não existe sensibilidade nesta vertente, ao contrario do que acontece no concelho de Aljezur.

Mais um ano que passou, e dentro destas matérias será um 2014 de mais do mesmo ou pior...

Vamos ver se saí a portaria ou a porcaria...

Bom ano Bro!

PêJotaFixe disse...

Fernando,
No final do ano comecei a pensar bem e cheguei a uma conclusão: para que serve estar a meter aqui um video todo bonito, com muitos peixes, se a realidade é completamente diferente? Vai dai, servi-me desta ferramenta, que é a Internet, para abordar vários temas relacionados com a pesca mas que poucos pescadores ousam abordar. Esta é a realidade pura e dura, doa a quem doer, porque mais vale uma pessoa consciente do que enfiar a cabeça na areia e fingir que está tudo bem.

Saúde e que 2014 traga tudo de bom para ti e para tua familia ; ))

Armando Sousa disse...

Muito bom este balanço, parabéns PJota.

Desejos de um excelente ano para o Marafados.

Um grande abraço!