quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Pedrada à porta de casa

Sem tempo disponivel para rumar a paragens mais distantes, combinei com o Nelson umas pedradas à porta de casa no aceio da manhã. A espécie alvo seria as Douradas, que nesta altura do ano fazem as suas últimas aparições antes de arribarem para mares mais fundos e proporcionam verdadeiros momentos de prazer a quase todos os pescadores.
Canas de molho e foi preciso esperar pouco para sair o primeiro peixe, neste caso um Safio capturado pelo Nelson. Não era bem o peixe pretendido mas a coisa prometia...e não foi preciso aguardar muito tempo para sair o primeiro Sargo de jeito.


O rumor de peixe era constante, embora nem todos tivessem boca para engolfar o anzol e as iscadas generosas, quando o Nelson sentiu um toque estranho... Após dar a ferrada, sentiu um peso morto e depois de meter à cara d´água viu que era uma Santola.

Santola, madame? LOL

Mais umas varejadas, entre peixe devolvido, peixe perdido (o Nelson perdeu dois bons peixes), um Polvo e algumas enrocadelas, até que saiu a primeira Dourada. Já não era sem tempo pois o aceio da manhã já ia quase no fim e o sol já se fazia anunciar, apesar do céu estar um pouco encoberto.


No começo da manhã, já com o sol a brilhar, saiu a segunda Dourada e a meio da manhã ainda saiu mais um Sargo jeitoso quando demos por encerrada a jornada de pesca pois o sol já malhava na pele, apesar de estarmos em Novembro!


Para o final deixo-vos a habitual foto de familia da praxe e uma foto de um aceio de tarde com uma paleta de cores espectacular. É caso para dizer: o Algarve é um paraíso!



Saúde, da boa! ; ))





6 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Boas Pj,
Então foram essas maganas que levaram com o cesto no lombo... LOL
A côr da água por ai estava melhor do que no meu aceio... LOL
Bom pelo menos houve peixe com emoção e petisco, numa manhã de Novembro 5 estrelas!!!

Forte Abraço e força ai com organização da Janta

Joao Santana disse...

Grande PJ, lá safaste uns peixes para o petisco, isso é que interessa, como isto está não foi nada mau.
Belas fotos, por vezes gostava de ter esse mar calminho aqui, para poder pescar onde gosto...
Grande abraço e saudinha...

Cristóvão Veríssimo disse...

Andas à padrada marafade! Com falesia dessa aí a porta de casa, tava la batido todos dias a rebocar tarolos ehhe

Abraço Palinhe! Abraço ao Nelson!

Pedro Nunes disse...

Móó na tens vertigens!!!
Essas safatinhas são bem bonitas. Agora já tão a ir pa fundura, mas os garganeiros dos barcos vão atrás delas, na lhes dão descanso...
Boas fotos amigo Paulo.
Abraço e força aí.

PêJotaFixe disse...

Viva Manel,
O pesqueiro é quente de peixe mas depois é tramado suspende-lo...
A água só estava mais aberta uns 150mts para fora, por terra estava suja.
Não me digas que deixaste escapar as corvinas que andavam a passear na borda d´água?! eheheh

Boas Jony,
Estes sairam do mar directamente para arca, são para fazer no forno no Natal. É que mais vale prevenir... eheheh
O mar não estava assim tão calminho como retratam as fotos porque o local é fundo e mar de 2mts parece que não mexe.

Oi Cris,
Padrada é favor, é com cada calhazada pra dentro d´água que até estala! Se vires algum peixe com um galo na cabeça já sabes quem foi. AHAHAH
Vou já mandar pôr um guincho no pesqueiro para rebocares os travessões! LOOOOL

Alô Zé Lobão,
Os meninos que pescam com os pézinhos na areia é que têm vertigens! AHAHAH
O problema nem são os barcos dos regalistas mas os das redes que andam a trabalhar mesmo debaixo da rocha. Enfim...a P.M. só aparece no Verão porque de Inverno almareiam. eheheh

Saúde, da boa, para todos e cá vos espero na jantarada de Natal ; ))

Compadre Pescador disse...

Boas amigo, Paulo.
Atão eu pensava que era só os meus peixes que levavam pedrada, andas a fazer-me concorrência? :)))
O importante é que apanhas-te uns peixes e te divertiste à brava, o resto são histórias.
Já agora quem me dera ter um pesqueiro desses à porta de casa, viva o luxo ;)))

Forte abraço, caro amigo e continuação de boas e certeiras "pedradas".