segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Pesca de sargos

Caros leitores e seguidores do blogue,

Após o fim de algumas capturas de compridos, venho relatar uma pesca ilhada com o meu pai durante o meu período de férias.

Selecionamos uma pedrota ilhada mais a norte que já me deu muitas alegrias ao longo destes anos de pesca.

A engodar ao belisco para ir fazendo o pesqueiro, optei por pescar à chumbica enquanto o meu pai utilizou uma bóia pescando com a mesma no ar. Confesso que esta última, foi mais eficaz a matar peixe do que propriamente com a chumbica em cima do anzol.

Assim, apanhamos uns belos sargos alguns deles com um tamanho considerável.


O corolário deste excelente momento passando junto ao mar na companhia do pai! A alegria do pescador sénior enquanto o júnior tira a foto!


Abraço e até à próxima postagem.

NC


10 comentários:

Pedro Nunes disse...

Boas Nuno!
Bela teca de Sargos que apanharam, bem bonitos :)
Aproveita que daqui nada tá aí a proibição (é proibido só porque é proibido) enfim...
Abraço à dupla Caçorino :) força aí.

Alexandre disse...

Boas Nuno, belo lote de sargos que vocês apanharam...
Grande abraço e força ai

Cristóvão Veríssimo disse...

Com o mestre Vitor levas sempre o bigode!!
Vê lá masé se aprendes a pescar com o homem....! :D ahaha

Grande abraço aos dois!

Joao Santana disse...

Boas Nuno.
Boa sargalhada em família.
Não há muitos pescadores que façam ilhadas com o pai;) porreiro.
O pouco tempo que privei com ele vi ligo que domina os sargos:)
Parabéns por mais uns peixes a maneira, apanha-los;) abraço.

Gualter Pereira disse...

Boas pessoal,continuam no bom caminho com umas belas dumas pescarias,desta vez de sargos ;}
Kue seja para continuar,apanhalos.

Abraço

Nuno Caçorino disse...

Viva Pedro,

Pois estas malditas leis, só servem para complicar aquilo que é simples quando na realidade deveriam ser aplicadas em causas/ consequências que justificassem! De qualquer das formas, quando estiver recuperado da lesão, regresso aos compridas com artificial e isca viva! Abraço.

Nuno Caçorino disse...

Boas Alexandre,

Nas ilhadas, normalmente existe francas e boas possibilidades de capturar uns peixitos! Este caso não fugiu à regra. Um abraço.

Nuno Caçorino disse...

Manolas,

Pois está visto que sim! O velhote ainda me dá uns bigodes que me deixam com os olhos tortos! Abraço... depois ligo-te!

Nuno Caçorino disse...

Viva Gualter,

Vamos para nos divertir naquilo que mais gostamos de fazer e quando somos felizes nas capturas, abrilhanta a pesca em si! Um abraço.

Nuno Caçorino disse...

Olá João,

Concordo: pescar com o progenitor e simultaneamente professor é fantástico! Os momentos de convívio em família elevam-se. O homem tem dedo e sensibilidade para a arte de apanhar uns dentuças! Abraço amigo.