quinta-feira, 25 de março de 2010

Ilhada 11 Spinning 0

Desta feita, convidei o meu primo João Caçorino para ir fazer um spinning de madrugada com o intuito de apanhar algum robalo!
Saíu-nos o tiro pela culatra uma vez que a sorte não esteve do nosso lado sendo o resultado final igual a ZERO!
Por volta de umas 11:00 resolvemos dar por encerrada esta modalidade e apostar numa outra: a ilhada!
Mudando de local, estudou-se a pedra ilhada mais apropriada para as condições de mar no cimo de um miradouro.
Pedra seleccionada e para dentro de àgua contra as ondas e correntes fortes.
Começamos a pescar à chumbica, directo, e a iscar com gamba, começando a sair os primeiros exemplares: sargos a rondar o Kilo!
Passado algum tempo, o meu primo ferrou uma dourada grande ( pelo menos 2 Kgs ) e depois de trabalha-la durante uns bons 5 minutos conseguiu colocá-la em seco! Infelizmente o mar estava a vir a mais, com ondas de 2 metros pelo que sem camaroeiro extensível o mar acabou por levar a dourada para parte incerta! 1º desgosto!
Pior estava para vir: 2ª decepção! Ferrei uma dourada com uns bons 4 Kgs e repetiu-se a história: dourada em seco e quase a ir buscá-la à mão vieram as ondas cada vez maiores pelo que tive que fugir para não correr o risco de ser levado com o peixe pelo mar!
No entanto ainda se conseguiu apanhar mais umas boas douradas na ordem de Kg e mais uns sargos da mesma bitola! O maior exemplar capturado foi um sargo com 1,476Kgs.


Com o mar a ameaçar galgar a pedra toda, tivemos irremediavelmente de arrumar as coisas e regressar a porto seguro, à praia! A consciência fala mais alto apesar de o peixe ser todo grande e estar em abundância. No entanto, jamais devemos cegar! 2 horas de ilhada e foi este o resultado final: 11 peixes (sargos e douradas).


As iscas utilizadas foram a gamba, mexilhão, perceve e lapa apanhados na pedra.
Aproveitei para testar a nova cana de 5,10m: Marafados Especial Matateus. Simplesmente adorável no que toca a trabalhar e a matar peixe grado! Recomendo vivamente!
Especial agradecimento à companhia do meu primo João Caçorino esperando que esta aventura tenha sido proveitosa e generosa nas suas mais variadas vertentes.

Abraço e até à próxima.

Nuno Caçorino

7 comentários:

PêJotaFixe disse...

Amigo Nuno,
Para não ter mais desgostos, lembro-lhe: quem vai para o mar avia-se em terra!
Bonita pesca! Não dá de uma maneira, dá de outra. Eheheh Polivalencia, qualidade, variedade e quantidade. Os Marafados ao mais alto nivel!

Abraço e saudações piscatórias

Kaywox disse...

Ola Nuno.

uma pesca impecável,
deviam de morar mais para o centro que eu contava-te para onde ia essa sargo de kilo e meio heheheh

A patuskada era garantida...

1 abraço
Zé Kaywox

PWFH disse...

É pena ver uma Dourada de 4 Kilos memso ali à mão mas não a conseguir sacar ...
Mas se é que me entendes, "Mais vale uma Dourada a bazar que um helicóptero no ar!" Lolol

Grande Abraço,
Pedro Ágoas

barreira disse...

bem primo nuno se nos aviase mos em terra melhor era a pesca, fica pra proxima, de preferencia caixa cheia.

Abração

Nuno Caçorino disse...

Paulinho,

Pois é verdade! O seguro morreu de velho e mais vale prevenir que remediar. A ver se para a próxima a história não se repete.

Friend Kaywox,

Se vier cá abaixo, está convidado para uma pesca no prato com a malta com muita diversão à mistura.

Abraço.


Pedro,

De facto tens toda a razão... ainda pensei chamar o helicóptero mas para ir buscar a dourada! Só faltava mesmo era um direito a transmissão televisiva no telejornal! LOL

Abraço Amigo!

Primaço,

Mais oportunidades se seguirão! Para a próxima vamos novamente a eles com muito juízo porque queremos regressar a casa pela estrada e não pelo ar!

Até 2ª!

Pedro batalha disse...

Boas marafados
Grande jornada, penas as Douradas "matateus" não colaborarem.
Para a próxima há de ser melhor, até lá um abraço e não os apanhem todos, deixem alguns para a rapaziada.

Abraço

Nuno Caçorino disse...

Viva Pedro!

Mentalmente, a próxima vez há-de ser sempre melhor que a última!

Aproveito desde já a oportunidade de convidá-lo a vir fazer uma daquelas pescas radicais ilhadas com o Paulo e comigo!

Abraço

NC