terça-feira, 5 de março de 2013

Sondar



No dia anterior, ao aceio da tarde, fui assumar-me ao mar e deparei-me logo com um barco pirata que se preparava para fazer a calada da noite a bater lances com o "Zeca Diabo".


De antemão, sabia que o peixe era muito pouco ou quase nenhum, pelo que decidi ir sondar uns pesqueiros, mas o mar ainda tinha alguma embalagem e estava sempre a dar porrrada.


Fui varejando mais umas farrobinhas mas não agarrava nada. A água, por cima, era linda mas no fundo devia estar toldada. Como se costuma dizer: "A água é que mata o peixe!".



Farto de levar porrada do mar, decidi ir à procura da buxa e encontrei umas Lulas Recheadas, que me reconfortaram o cabedal. Dei uma apitadela ao Pedro, combinamos beber uns medronhitos e comer um morgado de figo, para amaciar e digestão, e fomos correr a costa.


Este foi o estado em que ficou o "Trovão" .


Cheguei a casa, fui roer umas unhas com umas loiras e ver a bola no sofá. O merecido "Descanso do Guerreiro".

Saúde, da boa ; ))

6 comentários:

Manuel disse...

A coisa anda mesmo escassa!

Nem com o trovão, conseguiste encontrar uns spots mágicos, para apanhar um barrote!

Eu cá para mim tu já ias mas é mais fisgado em beber uns medronhitos e comer um morgado de figo...:)

O que vale foi roeres essas unhas, com as louraças, senão ficavas como eu, a roer os chibinhos que já levo...:)

Forte Abraço

PêJotaFixe disse...

Viva, Manel!
Os pesqueiros já os conheço como as palmas das mãos. Fui ver as condições que tinham depois das tormentas que carregaram.
Por acaso telefonei ao Pedro antes para saber se ele me acompanhava na Lulas Recheadas mas o gajo já estava armado de faca e forca de volta da carne. Canibal!!! eheheheh
De mãos a abanar para casa é que nunca venho! No minimo umas unhas para roer. eheheheh

Saúdinha ; ))

Pedro Nunes disse...

PJ ta o chibo mai junto cá areia...
Pois aqueles medronhos que a gente mamou com aquele morgado de figo é que valeu o dia, ainda fui fazer o inicio da noite e nada... depois fui com os Gaviões às 2h da manhã e nada... foi directa...

Com esta chuvinha ja deves ter o trovão a brilhar :)

Abraço aí...

Pedro Franco disse...

Boas PJ,
Depois de umas boas molhas e peixe nem Vê-lo, nada melhor que uma boa almoçarada e para digestivo um desses medronhos caseiros que faz aquecer.
Pois o peixe este ano não quer colaborar, mas à que continuar atentar, a sondar e voltar a insistir.
Um abraço e bons lances

Anónimo disse...

Boas

pelo menos vais tomando banho....e vens mais leve para casa.

Saudinha

Francisco

PêJotaFixe disse...

Oi, Pedrão!
Eu bem te disse que era para esquecer...! Se forem chibos como os bagos de areia que costumo pisar, não são assim tantos. eheheheheh
Já te disse que é melhor pescares com Gaivotas do que com Gaviões. Esses gajos afugentam o peixe todo! AHAHAHAHAH

Boas, Pedro!
Costuma-se dizer que "Quem não é bom para comer, não é bom para trabalhar!". Depois de uma estrafega daquelas, se não enchesse bem a pança, era sinal que tinha labutado pouco. eheheheheh
Pois... Em determinados momentos, quando as expectativas são baixas, mais vale sondar do que andar a insistir, perder material e gastar tempo para nada.

Viva, Francisco!
Epá, pelo menos o banho AINDA não paga imposto! Sempre se poupa na água, shampô e vai-se lavadinho para casa. eheheheh Leve é que não gosto muito... Prefiro vir carregado...de peixe! eheheheheh

Haja saúde para todos vós! ; ))